UPA: Há 10 anos a fazer a diferença

 

Há 10 anos a ENCONTRAR+SE começou um projeto pioneiro em Portugal: falar aos jovens sobre a doença mental.

UPA Faz a Diferença é uma iniciativa dirigida a alunos entre os 15 e os 18 anos.

Na última década, repetidas ações de divulgação e sensibilização nas escolas levaram a muitos estudantes um conhecimento que de outra forma não chega aos jovens. O objetivo é, sobretudo, encorajar a procura de ajuda quando a sintam necessária e, ao mesmo tempo, fomentar o conhecimento na área da saúde mental, de forma a diminuírem comportamentos discriminatórios e estigmatizantes resultantes do simples confronto com a diferença.

Em função do resultado de grupos de discussão formados por estudantes, pais, professores e diretores das escolas, foi possível conceber um questionário que estruturasse o projeto. Com base nas respostas obtidas, o UPA Faz a Diferença conseguiu uma avaliação do conhecimento que existe entre os jovens sobre questões de saúde mental.

Os resultados foram postos ao serviço de uma estratégia que pudesse informar e sensibilizar. Este trabalho foi feito com alunos dos 10º, 11º e 12º anos em escolas públicas e privadas da zona litoral do norte do país.

O Movimento UPA – Unidos para ajudar – nasceu da determinação da ENCONTRAR+SE em levar adiante uma campanha contínua de combate ao estigma e à discriminação das pessoas afetadas pela doença mental.

Seguindo o mote “Levanta-te contra a discriminação das doenças mentais”, esta é uma iniciativa dirigida a quem tem dificuldades em aceitar e viver com a doença mental, por um lado; por outro, a toda a gente que não lida bem ou, simplesmente, não sabe lidar com esta realidade.